um verão fantástico

foto1 foto2foto3

Estes dias quentes fazem lembrar o magnífico verão que tivemos. A previsão de ser o verão mais frio dos últimos anos felizmente não se cumpriu e por isso os belos dias de sol foram aproveitados da melhor maneira possível. Muita praia, água salgada, chinelo no pé e roupa fresca encheram esses dias de alegria. Este ano cortei nos gelados mas saboreei os petiscos tão típicos e algumas poucas bolas de berlim que só gosto de comer na praia, com as mãos salgadas pelo mar e o açúcar colado aos dedos. Para além das praias da Costa da Caparica, Meco, Arrábida e Tróia, ainda dei um pulo até ao nosso Algarve, mais precisamente Albufeira, onde há cada vez mais estrangeiros que me fazem sentir estrangeira no meu próprio país. Enfim, ao menos é bom para a nossa economia.

Em Junho fui a Paris para o casamento do meu primo que decorreu num lindo Château, onde mais parecia um conto de fadas. Voltar a reunir a família que não via à mais de 5 anos foi fantástico.  Para terminar as férias viajei até Valência, cidade linda que me deixou muito surpreendida! Não tinha grandes especulativas mas o dia em que aterrámos foi suficiente para me render. É um destino que aconselho por ter uma óptima gastronomia, arquitectura e praia! Mar mediterrâneo bem quentinho como eu gosto. São estes pequenos momentos que tornam a nossa vida perfeita. E agora é aguardar que os dias voltem a arrefecer, afinal já estamos no Outono e que seja muito bem-vindo!

O Carpe Diem no Instagram.

 

Páscoa, época de reflexão pessoal…

Desde Janeiro que queria ter vindo aqui contar-vos como tem corrido a minha vida mas o tempo passa a correr e a vontade de cozinhar é pouca… Passados 4 meses posso dizer que tenho feito uma dieta isenta de glúten e lactose, com alguns pecados pelo meio… Mas deixem-me explicar o que aconteceu…

Desde Novembro que andava doente por causa da minha colite. A verdade é que desde pequena que tenho crises intestinais (diarreia) mas sempre associaram ao síndrome do cólon irritável mas em 2010 os sintomas pioraram e então foi-me diagnosticado colite ulcerosa. O problema é que mesmo tomando a medicação indicada as crises iam e voltavam, como uma montanha russa, até chegar o mês de Dezembro onde a crise piorou. E como não se não bastasse, o facto de andar com o sistema imunitário em baixo ajudou a que apanhasse uma grande gripe. Foi o nariz, a rinite, a tosse compulsiva e a rouquidão. Ah sem esquecer a lesão no ombro e no pulso… Foi um mês para esquecer, com muitos medicamentos, muito cansaço, dores e vontade de desaparecer do planeta mas sem fuga possível e continuando a trabalhar. O desespero levou-me a consultar outro médico de gastro (que me receitou os mesmos medicamentos) e a uma médica que seguiu a vertente da homeopatia. Para além de me receitar medicamentos naturais fez-me A pergunta: “Já fizeste algum teste de intolerância alimentar?” Bem, claro que eu tenho ideia que aquilo que comemos pode afectar o nosso organismo mas daí a mudar radicalmente a nossa vida… Foi isso que aconteceu no dia 28 de Dezembro quando recebi este resultado…

2012-12-29 11.36.28

E assim desaba parte do meu mundo antes da passagem de ano… Eu amo leite de paixão, não consigo viver sem queijo e juntaram a isso o meu rico pão?! Que mal é que eu fiz para merecer isto?! Todo o gosto por cozinhar desapareceu a partir do momento em que comecei a substituir as farinhas, o leite e os ovos (maldita clara!). Os bolos ficam horríveis, o sabor é completamente diferente e o desespero tomou conta de mim. Cozinhar que antes era relaxante e divertido tornou-se uma sentença de morte… Graças a Deus que já existem muitos alimentos à venda (mas caríssimos) e blogs magníficos com receitas, dicas e muita informação!

Segundo a médica não preciso me preocupar pois não sofro de doença celíaca. Não tenho os sintomas, os meus testes sorológicos deram negativos só faltou a biópsia ao intestino delgado que não fiz. Desde que comecei com a medicação e a dieta que a minha crise desapareceu e sou uma pessoa saudável outra vez.

Afinal, o mau estar que eu sentia de manhã nos meus intestinos revoltados não era por causa do café ou do chocolate que punha no leite mas sim do próprio leite! Ando-me a habituar ao leite de soja mas nada substitui o meu adorado leite de vaca… Eu sei que será assim para o resto da vida mas sei que poderei cometer os meus pequenos pecados, neste caso comer um pouco de queijo ou um pão em dias especiais. A intolerância alimentar é de efeito cumulativo e não como uma alergia ou doença que ataca logo por isso tenho uma pequenina margem de manobra.

Em breve irei começar a adicionar à minha dieta outros alimentos ditos proibidos para ver como reage o meu organismo. Vamos ver como irá correr. Nesta Páscoa comi um pouco do folar salgado e devo dizer que felizmente não me fez mal!
O meu cantinho continuará a ter receitas, desta vez com algumas trocas mas sempre possível de se fazer.

A maior aprendizagem que levo desta nova etapa da minha vida:

“Somos aquilo que comemos”

O nosso bem estar provém disso mesmo =)

my simple life by instagram ♡ last 3 months!

Nestes últimos meses tenho andado afastada deste meu cantinho. Muitas coisas aconteceram entre elas:

– um passeio pelo Zoo de Lisboa, que já não visitava desde pequena;

– o casamento de dois grandes amigos;

– um evento organizado pela associação onde trabalho;

– uma ida ao mercado mensal cá do sítio;

– a magnífica viagem à Irlanda que eu adorei;

– e claro, as festas que nos animaram neste fim de ano.

Até breve!

 

O Carpe Diem no Instagram.

 

Feliz 2013!

Mais um ano que começou e desta vez cheio de surpresas… Em breve conto-vos as novas aventuras da minha vida mas antes passei para vos desejar um excelente ano de 2013. Podemos estar a atravessar uma grande crise mas desde que não nos falte o mais importante: saúde, amor e força de vontade, tudo se alcança.

Até breve!

(Fotografia tirada pelo meu mano à meia noite do dia 31 em Londres)

para lambuzar os dedos!

Já devo ter feito este brownie umas 30685 vezes de tão bom que é. Assumo aqui que sou super fã deste tipo de bolo, se assim se pode chamar. Adoro simples a acompanhar um copo de leite ou coberto por gelado ou chantilly. A sua consistência e forte sabor a chocolate deixa qualquer amante deste ingrediente completamente rendido. Aqui fica uma receita simples e absolutamente deliciosa da Nigella e do seu livro que não pára de me surpreender!

 

Brownies de chocolate simples

(Adaptado de Nigella Lawson, Cozinha – o coração da casa)

Ingredientes

150g de manteiga sem sal

300g de açúcar mascavado

75g de cacau em pó, peneirado

150g de farinha sem fermento

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

uma pitada de sal

4 ovos

1 colher de chá de extracto de baunilha

cerca de 150g de chocolate de leite, picado em pedacinhos

açúcar em pó para polvilhar (opcional)

1 forma quadrada com 25cm de lado e 5cm de fundo ou 1 tabuleiro de alumínio com cerca de 30x20x5cm

 

Preparação

Pré-aquecer o forno a 190ºC/gás 5. Numa caçarola média derreter a manteiga sobre o lume brando.

Quando estiver derretido, deitar o açúcar, mexendo com uma colher de pau (ainda sobre o lume brando), para ajudar a misturar com a manteiga derretida.

Peneirar o cacau em pó, a farinha, o bicarbonato de sódio e a pitada de sal e misture na caçarola. Quando estiver misturado (a mistura será seca e não bem fundida), retirar do lume.

Numa taça bater os ovos com o extracto de baunilha e juntar à mistura de chocolate, na caçarola.

Juntar o chocolate picado e deitar rapidamente na forma ou tabuleiro, espalhando com uma espátula, levando ao forno pré-aquecido 20 a 25 minutos. A superfície fica firme e o interior mole, o palito sairá molhado. Assim está no ponto certo :)

Transferir a forma para a grelha, para arrefecer um pouco antes de cortar em quadrados, e polvilhar com açúcar em pó (opcional).

Bom apetite ✿

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...